sexta-feira, 17 de julho de 2015

Títulos – Campeonato Paulista de 1924

Após conseguir o seu primeiro bicampeonato com os títulos de 1922 e 1923, o Corinthians partiu em direção a um inédito tri em 1924, campeonato que acabou ficando marcado por uma interrupção de um mês e meio devido à Revolução Tenentista, que estourou na capital paulista em julho daquele ano.

O torneio, que seguia a fórmula de disputa dos dois anos anteriores, era disputado em dois turnos. No primeiro, cada uma das 12 equipes enfrentaria os demais adversários ao longo de 11 rodadas; as oito melhores avançariam para o segundo turno e se enfrentariam novamente, com os mandos de campo invertidos em relação ao primeiro turno. O campeão seria definido após a soma da pontuação das duas fases. E assim como havia acontecido no ano anterior, a Taça Ballor foi colocada em disputa, sendo oferecida à equipe que vencesse o primeiro turno da competição.

Com seis vitórias seguidas nas primeiras seis partidas, incluindo as goleadas de 5x1 sobre a Portuguesa na estreia, 6x2 sobre o Internacional, 7x2 sobre a Associação Atlética das Palmeiras e 6x1 sobre o Santos, parecia que o título seria conquistado sem nenhuma dificuldade. Porém, a história começou a complicar a partir de então. Embora o Corinthians tenha conseguido vencer o primeiro turno da competição com sete vitórias e três derrotas em 10 jogos – e, consequentemente, tenha conquistado a Taça Ballor pela segunda vez em sua história –, o time atravessou uma sequência de jogos muito ruim, sendo derrotado quatro vezes em cinco partidas, uma delas exatamente pelo Paulistano, o seu principal adversário na competição, que acabou assumindo a liderança. Mas foi só um susto. O time voltou a jogar bem e os resultados tornaram a aparecer.

Quis o destino que a última rodada do segundo turno, já em 11 de janeiro de 1925, fosse exatamente contra o Paulistano, a única equipe além do Corinthians que ainda tinha chances de título. Assim, a partida, disputada no estádio do rival, no Jardim América, foi uma verdadeira final, na qual quem vencesse seria o campeão. E quem venceu foi o Corinthians, por 1x0, gol de Tatu, chegando assim ao seu quinto título paulista e alcançando o tricampeonato pela primeira vez.


Time-base: Colombo; Grané e Del Debbio (Pinheiro); Gelindo, Gambarotta e Ciasca (Rafael); Peres, Neco, Rueda, Tatu e Rodrigues. Técnico: Guido Giacominelli.

Para ver uma lista com todos os títulos da história do Corinthians, clique aqui.

Para acessar os posts sobre outros títulos da história do Corinthians, clique aqui.
                   

Nenhum comentário:

Postar um comentário