sexta-feira, 20 de maio de 2016

Títulos – Torneio Rio-São Paulo de 1954

Para o Corinthians da primeira metade da década de 1950, ser campeão era rotina. Em 1954, além de vencer o histórico Campeonato Paulista do IV Centenário, a equipe teve a oportunidade de defender o seu título no Torneio Rio-São Paulo, já que havia sido o campeão no ano anterior, e conseguiu uma nova conquista para coroar o período mais vitorioso de sua história.

O regulamento era o mesmo do ano anterior: 10 equipes, sendo cinco de São Paulo e cinco do Rio de Janeiro, se enfrentariam no formato de pontos corridos em turno único, com o campeão sendo conhecido após nove rodadas.

Imbatível no início do campeonato, o Corinthians conquistou seis vitórias nas primeiras seis partidas. Tivemos 100% de aproveitamento contra as equipes do Rio (América e Vasco, vencemos em casa; Botafogo, Fluminense e Flamengo, derrotamos em pleno Maracanã) e também conseguimos uma vitória contra a Portuguesa. Mas nossa campanha rumo a um título que parecia fácil se complicou após duas derrotas consecutivas em clássicos: perdemos para Santos (2x0) e São Paulo (1x0), resultados esses que causaram a queda do técnico Rato e abriram caminho para que o Fluminense assumisse a liderança da competição.

Restando apenas uma partida, e já com o lendário treinador Oswaldo Brandão no comando da equipe, a situação corinthiana era bastante complicada. O Fluminense tinha uma mão na taça, pois dependia apenas de seu resultado em um clássico contra o Vasco para ser campeão; o Corinthians, por sua vez, precisava vencer o sempre complicado derby contra o Palmeiras – clube que inclusive ainda tinha chances de título – e torcer para que o tricolor carioca fosse derrotado. E foi exatamente essa a combinação de resultados que aconteceu na rodada decisiva, disputada em 10 de julho: com gol de Cláudio, vencemos nosso rival por 1x0, mesmo placar da vitória vascaína na partida disputada no Rio de Janeiro. E vencemos no sufoco, pois o Palmeiras chutou na trave um pênalti marcado a seu favor e poderia ter empatado a partida.

Com isso, o Corinthians levantou a sua terceira taça do Rio-São Paulo e se tornou o maior campeão isolado da competição, deixando para trás o próprio Palmeiras, que possuía dois troféus. A conquista foi ainda um bicampeonato, por se somar ao título de 1953, e assim nos tornamos o primeiro clube a vencer a competição em duas temporadas consecutivas.

Time-base: Gilmar (Cabeção); Homero (Murilo) e Olavo; Idário (Diogo), Goiano e Roberto; Cláudio, Luizinho, Paulo, Carbone (Nardo) e Simão. Técnico: Oswaldo Brandão.

Para ver uma lista com todos os títulos da história do Corinthians, clique aqui.

Para acessar os posts sobre outros títulos da história do Corinthians, clique aqui.
                   

Nenhum comentário:

Postar um comentário