terça-feira, 4 de outubro de 2016

Títulos – Copa São Paulo de 1975

Ainda em tempos de jejum de títulos oficiais, o Corinthians foi convidado em 1975 para disputar mais um torneio amistoso internacional: a I Copa São Paulo, também chamada por alguns de Copa Cidade de São Paulo (talvez uma confusão com a Taça Cidade de São Paulo, torneio estadual extinto disputado entre os anos de 1942 e 1952).

Promovida pelo São Paulo Futebol Clube, a Copa São Paulo trazia quatro equipes participantes, sendo duas da capital paulista (Corinthians e São Paulo) e outras duas estrangeiras convidadas (San Lorenzo, da Argentina, e Peñarol, do Uruguai), que se enfrentariam no mesmo velho e conhecido esquema da Copa Cidade de Turim de 1966 e do Torneio Costa do Sol de 1969, ambos vencidos pelo Timão: a disputa, em mata-mata, se iniciaria já nas semifinais, com os vencedores avançando para as finais e os perdedores disputando o terceiro lugar.

Na semifinal, disputada no Morumbi contra o San Lorenzo no dia 1º de fevereiro, deu Corinthians 1x0, com gol de Lance.

Já no dia seguinte, em 2 de fevereiro, também no Morumbi, faríamos um clássico contra o São Paulo, que na outra semifinal havia eliminado o Peñarol. O adversário abriu 2x0 ainda no primeiro tempo e apenas buscava administrar o resultado, mas fomos buscar o empate na etapa complementar com Vaguinho e Zezé. Após uma prorrogação sem gols que incluiu um milagre do nosso goleiro Sérgio no último minuto, foi necessária uma disputa de pênaltis para decidir o vencedor. E aí foi um verdadeiro festival de pênaltis invalidados após os goleiros de ambas as equipes teimarem em se adiantar em praticamente todas as cobranças. O São Paulo fez 1x0, e Lance empatou para o Corinthians (embora tenha precisado bater seu pênalti três vezes, já que as outras duas cobranças foram invalidadas pelo árbitro). Na sequência, o São Paulo abriu 2x1, e Zé Roberto empatou a série novamente. Aí foi a vez de o São Paulo cobrar quatro vezes o mesmo pênalti, com o juiz mandando voltar todas as cobranças – e, incrivelmente, todas foram na trave, o que permitiu que Pita fizesse 3x2 e colocasse o Timão à frente. Em seguida, o São Paulo empatou, e Daércio fez 4x3 para o Corinthians. Na cobrança derradeira, o São Paulo não podia perder... mas perdeu, novamente acertando a trave. Só que o juiz, de novo, mandou voltar, e então o goleiro Sérgio fez a defesa que garantiu mais uma taça internacional para o Corinthians. Taça, aliás, tirada das mãos do anfitrião e na casa do rival.

E o grande herói daquela tarde acabou sendo Sérgio, que curiosamente havia sido contratado na véspera e fazia a sua estreia pelo Corinthians exatamente naquela partida.

Essa foi a segunda conquista internacional corinthiana em solo brasileiro – já havíamos vencido em casa o Torneio Internacional Charles Miller 20 anos antes, em 1955.

A Copa São Paulo jamais voltou a ser disputada. No entanto, algumas fontes afirmam que em 1977 houve uma segunda edição do torneio, vencida pelo Atlético de Madrid – embora os documentos mais confiáveis considerem se tratar de outra competição, a Taça Governador do Estado de São Paulo.

Time-base: Paulo Rogério (Sérgio); Zé Maria, Laércio, Ademir e Wladimir; Ruço (Tião) e Pita (Adãozinho); Vaguinho (Nílton) (Zezé), Adílson (Lance), Arlindo (Zé Roberto) e Daércio. Técnico: Sylvio Pirillo.

Para ver uma lista com todos os títulos da história do Corinthians, clique aqui.

Para acessar os posts sobre outros títulos da história do Corinthians, clique aqui.
                  

Nenhum comentário:

Postar um comentário