quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Títulos – Taça dos Campeões Estaduais Rio-São Paulo de 1930

A Taça dos Campeões Estaduais Rio-São Paulo, também conhecida como Copa dos Campeões Estaduais de São Paulo e do Rio de Janeiro, foi uma competição amistosa que colocava frente a frente os clubes que tivessem vencido a última edição do Campeonato Paulista e do Campeonato Carioca. Esse confronto era considerado um tira-teima entre os campeões dos dois maiores centros de futebol do país, já que na época o eixo Rio-São Paulo reunia as principais equipes do nosso futebol, e seu vencedor era visto como um verdadeiro "campeão brasileiro", carregando o status de "melhor clube do Brasil".

Embora a disputa tivesse se iniciado em 1911, ela não era realizada anualmente. Inclusive, nós não demos muita sorte, já que em muitos dos anos em que vencemos o Campeonato Paulista essa taça não foi disputada, sem contar os casos de 1922, em que Corinthians e América jogaram duas partidas, com cada equipe vencendo uma, o que manteve o título indefinido, e de 1928, quando novamente contra o América houve empate em 2x2 e não foi marcada uma partida extra.

Assim, nossa primeira oportunidade real na disputa aconteceu apenas em 1930, em um confronto que reunia os campeões do ano anterior: Corinthians, vencedor do Campeonato Paulista de 1929, nosso sétimo troféu estadual, e Vasco da Gama, que havia conquistado em 1929 o terceiro Campeonato Carioca de sua história. O confronto, disputado em partidas de ida e volta, valia a Taça Apea, oferecida ao vencedor pela Associação Paulista de Esportes Atléticos.

A primeira partida foi realizada na Fazendinha, no dia 16 de fevereiro. Abrimos o placar com Filó, mas o Vasco empatou, só que antes do intervalo já havíamos marcado outras duas vezes, com Filó e de De Maria. No segundo tempo, Gambinha ampliou, transformando o confronto em goleada, e o Vasco até fez mais um, mas o placar terminou com vitória corinthiana por 4x2, garantindo uma excelente vantagem para a partida de volta.

Em São Januário, no dia 23 de fevereiro, o Vasco até tentou, chegando a abrir 2x0, resultado que persistia até os 27 do segundo tempo. Mas a raça corinthiana falou mais alto: com gols de De Maria, Peres e Gambinha, o Corinthians virou o placar para 3x2, justificando a sua fama de ser o "time das viradas", e levou para casa um título bastante celebrado naquele período – o time chegou até mesmo a ser chamado de "campeão absoluto do Brasil" pela imprensa da época.

Inclusive, foi desse embate que surgiu a expressão "campeão dos campeões" presente no hino do Corinthians.

Time-base: Tuffy; Grané (Rafael) e Del Debbio; Nerino, Guimarães e Munhoz; Filó, Apparício (Peres), Gambinha, Rato e De Maria. Técnico: Virgílio Montarini.

Para ver uma lista com todos os títulos da história do Corinthians, clique aqui.

Para acessar os posts sobre outros títulos da história do Corinthians, clique aqui.
                  

Nenhum comentário:

Postar um comentário