quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Títulos – Taça Cidade de São Paulo de 1947

Participaram da Taça Cidade de São Paulo em 1947, como de costume, os três primeiros colocados do Campeonato Paulista do ano anterior: Corinthians, vice-campeão estadual de 1946; São Paulo, campeão; e Portuguesa, terceira colocada.

Mantendo a tradição, o torneio teve como sede o Estádio do Pacaembu. As três equipes participantes se enfrentariam em um triangular, todas contra todas, e aquela com mais pontos somados se sagraria a campeã.

Estreamos no dia 13 de abril, contra a Portuguesa, e o resultado foi uma verdadeira vergonha, pois fomos destroçados pelo placar de 5x0.

Na sequência, em 16 de abril, nos recuperamos repassando a goleada para o São Paulo: vencemos por 5x1, de virada, com três gols de Servílio, um de Ruy e um de Nenê. Mas esse resultado só nos manteve vivos na competição porque na rodada seguinte, que seria a decisiva, o São Paulo bateu a Portuguesa, colocando os três times em igualdade na tabela, com uma vitória e uma derrota.

Para desempatar a peleja, o jeito foi disputar o returno, algo que jamais havia acontecido na história da competição.

Em 27 de abril, com dois gols de Baltazar e um de Servílio, vencemos novamente o São Paulo, dessa vez por 3x2, e fomos para a rodada final com sede de vingança contra a Portuguesa e dependendo só de nossas pernas para garantir mais um título.

E na partida decisiva, em 1º de maio, a Lusa saiu na frente logo no comecinho, dando a impressão de que uma nova goleada se aproximava, mas no segundo tempo, dois gols de Servílio permitiram a virada e a vitória por 2x1 para o Corinthians.

Assim, vencemos a Taça Cidade de São Paulo pela terceira vez, o que desempatou a série, já que o Palmeiras havia chegado a dois títulos na temporada anterior.

Time-base: Bino; Domingos da Guia (Belacosa) e Aldo (Maioral); Pellicciari (Palmer), Hélio (Dino) e Aleixo; Cláudio, Baltazar, Servílio, Nenê e Ruy. Técnico: Armando Del Debbio.

Para ver uma lista com todos os títulos da história do Corinthians, clique aqui.

Para acessar os posts sobre outros títulos da história do Corinthians, clique aqui.
                  

Nenhum comentário:

Postar um comentário