sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Títulos – Taça Cidade de São Paulo de 1948

Os dois primeiros títulos do Corinthians na Taça Cidade de São Paulo, em 1942 e 1943, haviam formado um bicampeonato. Os dois títulos seguintes na competição também formariam: campeões em 1947, repetiríamos a dose em 1948.

Tendo como participantes os três primeiros colocados do Campeonato Paulista de 1947 (o vice-campeão Corinthians, além do campeão Palmeiras e da terceira colocada Portuguesa), a disputa seguiria o modelo já clássico: um triangular com sede no Pacaembu em que todos enfrentariam todos, sendo declarado campeão o time que somasse mais pontos.

Estreamos no dia 18 de abril batendo a Portuguesa por 3x2, em uma partida que perdíamos por 2x0 e fomos buscar a virada – Cláudio, Baltazar e Nenê marcaram para o Corinthians.

Na sequência, em 25 de abril, uma humilhação: fomos arrasados pelo Palmeiras por incríveis 6x0 – e olha que jogávamos pelo empate para sermos campeões, já que a Portuguesa havia vencido o Palmeiras na outra rodada do triangular.

Com as três equipes empatadas em pontos, o torneio precisou ser decidido em dois turnos, da mesma maneira como no ano anterior – aliás, foram as duas únicas vezes em toda a história da competição em que isso foi necessário.

Em 29 de abril, vencemos a Portuguesa novamente, dessa vez por 2x1, com gols de Cláudio e Servílio.

Como Portuguesa e Palmeiras empataram na partida seguinte do grupo, entramos em campo em 8 de maio contra o Palmeiras na mesma situação da rodada final do primeiro turno: jogando pelo empate para sermos campeões. Mas dessa vez, nada de sofrermos goleada. Noronha abriu o placar, e o Palmeiras até empatou, mas o 1x1 persistiu, e assim conquistamos a Taça Cidade de São Paulo pela quarta vez.

Estávamos a um título da posse definitiva do troféu.

Time-base: Bino; Rubens (Moacir) e Belacosa; Palmer, Hélio e Aleixo (Dino); Cláudio, Servílio, Severo (Baltazar), Bode (Nenê) e Noronha (Ruy). Técnico: Gentil Cardoso.

Para ver uma lista com todos os títulos da história do Corinthians, clique aqui.

Para acessar os posts sobre outros títulos da história do Corinthians, clique aqui.
                  

Nenhum comentário:

Postar um comentário