quarta-feira, 17 de maio de 2017

Taças – Taça Cântara Portugália (1922)

Os aviadores Sacadura Cabral e Gago Coutinho já haviam sido homenageados pelo futebol paulista na disputa da taça que levava os seus nomes, em abril de 1922, ocasião em que o Corinthians ficou com o troféu.

Outra celebração a eles também foi vencida pelo Corinthians: em um amistoso disputado no dia 9 de julho, cuja renda foi revertida aos órfãos portugueses da Primeira Guerra e à construção do Monumento à Raça, o engenheiro e arquiteto Ricardo Severo ofereceu uma nova taça, toda de prata, para o vencedor do confronto entre Corinthians x Palestra Itália, que já despontava como o clássico de maior rivalidade em São Paulo. Era a Cântara Portugália, que inclusive se tratava do troféu mais caro já colocado em disputa na história do futebol brasileiro.

E em pleno estádio Palestra Itália, com a presença dos dois aviadores no camarote, um gol de Gambarotta e outro de Neco deram ao Corinthians a vitória por 2x0 e também a honra de levar para casa o tão importante troféu.

Time-base: Mário; Garcia e Del Debbio; Rafael, Amílcar e Gelindo; Peres, Neco, Gambarotta, Tatu e Rodrigues. Técnico: Guido Giacominelli.

Para ver uma lista com todas as taças da história do Corinthians, clique aqui.

Para acessar os posts sobre outras taças da história do Corinthians, clique aqui.
                  

Nenhum comentário:

Postar um comentário